Chocolate – Pode comer sem culpa ?

By  |  12 Comments
Bom dia gente!!
A matéria da Veja gerou muitos comentários  essa semana, então eu Pâmela Miguel vou deixar algumas dicas para vocês!
Quem se depara com a capa da revista Veja dessa semana acredita que algum milagre aconteceu e que comer aquele delicioso chocolate todos os dias se tornará quase que uma obrigação para manter a saúde!!
A noticia parece muito animadora, mas o assunto exige muita calma e cuidado!
Como muitos dos assuntos veiculados na mídia, o consumo do chocolate dever ser analisado com cuidado e bom senso. E ao ler a matéria completa (o que muitos não fazem após receber a noticia encantadora da capa) verificamos que todos os benefícios atribuídos ao chocolate estão relacionados aos flavonoides presentes no CACAU e não em TODOS os tipos de chocolates como “pressupõe” a chamada da capa.
Existem vários tipos de chocolate:
- Chocolate ao leite: baixo teor de cacau e quantidades maiores de gordura e açúcar;
– Chocolate branco: não possui cacau e contem grande quantidade de gordura!!
– Chocolate amargo: com maiores quantidades de cacau, de 50% até 90%, dependendo da escolha.
A Dra. Fernanda Granja explicou bem as diferenças entre os tipos de chocolate e para quem é indicado, dependo dos objetivos. (clique aqui).
Lendo a matéria completa entendemos que o chocolate AMARGO é o  indicado, para trazer os benefícios de: redução de pressão arterial, prevenção do diabetes e doenças cardiovasculares, redução do colesterol ruim – LDL e aumento do colesterol bom – HDL, ação antioxidante, entre outros.
Além disso que esses compostos bioativos conhecidos  como flavinoides estão presentes em outros alimentos também, como: tomate, brócolis, morango, azeite…
Então pessoal sinto informar, mas o chocolate, assim como outros alimentos deve ser consumido com moderação e de forma equilibrada na dieta.  Devemos escolher a versão que mais se aproxima do nosso objetivo no momento!
Procure sempre a orientação de um profissional para fazer uma escolha interessante para a sua saúde!
Existem muitas opções no mercado, até para quem apresenta alguma intolerância ou alergia ao cacau. Vocês conhecem a Alfarroba?
E para provar que é possível matar aquela vontade incontrolável do doce ai vai uma receitinha deliciosa e com todos os benefícios do cacau!

Chocolate Detox

Ingredientes
– 2 colh. sopa de farinha de amêndoa
– 2 colh. sopa de cacau em pó sem açúcar
– 2 colh. sopa de agave ou adoçante em pó
– 2 colh. sopa de leite de arroz
Modo de preparo
Misture todos os ingredientes e coloque me forminhas de silicone. Leve ao freezer. desenforme na hora de comer!!

Fica uma delícia! A Fernanda até publicou uma foto do chocolate no Facebook, olha só:

Experimente!
Beijos!!!

12 Comments

  1. M

    10 de outubro de 2013 at 14:38

    Já que falamos de chocolate queria contar algo que percebi no outro dia. Sempre ouvi dizer que nós, grande parte das mulheres, são viciadas em chocolate. No outro dia pensei o porque de gostar de petit gateau ( um bolinho de chocolate que no interior parece uma mousse de chocolate) e quando me davam chocolate de tablete não comia tanto. Foi aí que percebi que eu, e certamente grande parte das mulheres, não é viciada em chocolate, mas sim em açúcar, em algo doce! Quem é viciada em chocolate come chocolate de 80% cacau com o mesmo gosto que comeria um petit gateau ou chocolate ao leite. Por isso, descobri que eu não sou viciada em chocolate mas sim em açúcar, sobretudo bolos secos, com creme ou com chocolate, pois é essa a minha tendência de açúcar, bolos.

    Agora a questão é, como deixar de ter a compulsão por bolos?

    beijo de Portugal

    • Dra Fernanda Granja - Nutricionista Funcional

      15 de outubro de 2013 at 14:54

      O jeito é ir trocando os ingredientes para a receita ficar mais saudável. U usar fitoterápicos em cápsulas que te ajudam a diminuir a vontade por doce, como é o caso do Koubo e da Garcínia Camboja.
      bjsss

  2. Anonymous

    10 de outubro de 2013 at 20:11

    Oi, Fernanda!!

    Dúuuuvida que não quer calar rs! O que é dióxido de silício? Faz mal?

    Beijos

  3. Dra Fernanda Granja - Nutricionista Funcional

    15 de outubro de 2013 at 14:52

    Dióxido de silício é um tipo de silício combinado com o oxigênio. A indústria farmacêutica faz isso para o silício ser melhor absorvido.
    Não faz mal! Mas hoje em dia já existe silício de melhor qualidade como o silício inorgânico ou o marinho.
    bjsss

  4. Anonymous

    25 de outubro de 2013 at 20:49

    Pode substituir a farinha de amêndoa por outra farinha? de aveia, de banana verde… Acho o cacau em pó muito forte, será que posso diminuir a quantidade? Obrigada! Bjsss Laís

  5. Jéfferson Eduardo de Matos

    4 de novembro de 2013 at 12:54

    Este comentário foi removido pelo autor.

  6. Jéfferson Eduardo de Matos

    4 de novembro de 2013 at 12:54

    Olá, Dra Fernanda, tudo bem. Desejo que sim. Primeiramente queria dizer que a acompanho aonde quer que vá (programas, pelo you tube, blog) pra aprender, cada vez mais, sobre esta ciência linda que é a nutrição, pois vou perder 15 quilos e quero fazê-lo de forma correta e autodidática porque não sofro do “mal da carteira pesada”. Portanto terá que ser através de observações de nutricionistas e estudo na internet.
    Queria, se puder, que me explicasse o que é Índice glicêmico e Carga glicêmica. Para perda de peso ou medidas (perder gordura e ganhar músculos), quanto aos carboidratos, quais números devo levar em consideração; os do Índice glicêmico ou Carga glicêmica, pois em determinadas refeições terei que ingerir carboidratos de digestão lenta, não é?Então, Dra, pra utilizar os carboidratos “lentos” devo usar o Índice glicêmico ou Carga glicêmica deles. (queria uma explicação geral sobre isso, Dra.) Se tiver um tempo pra me ajudar, eu fico muito grato.

    Se puder também, Dra, passe o link de uma tabela ( Índice glicêmico e Carga glicêmica) confiável pra eu analisar porque vi várias tabelas com valores diferentes.

    Obrigado e abraços.

  7. Jéfferson Eduardo de Matos

    4 de novembro de 2013 at 13:09

    Dra., em um vídeo de um programa disse que podíamos
    comer omelete. Qual óleo devo usar (tem que ser em pouca quantidade e em frigideira com teflon, não é?), já que o óleo de azeite de oliva quando submetido ao fogo “estraga” suas boas propriedades ou devo usar água. Obrigado e abraços.

  8. Jéfferson Eduardo de Matos

    4 de novembro de 2013 at 13:09

    Este comentário foi removido pelo autor.

  9. Jéfferson Eduardo de Matos

    4 de novembro de 2013 at 13:36

    Dra., à noite + ou – às 18:15 (hr de verão) vou correr meus 40 min. naquela frequência cardíaca para perda de
    de gordura. Queria saber se posso fazer o mesmo esquema pra quando for correr pela manhã: suco, pão integral + uma colher de óleo de coco 30 min antes do exer.; 30 min após o exer. uma colher de óleo de coco e depois de + 30 min (1 hora) uma refeição com carboidratos e proteínas ou devo mudar alguma coisa.
    Obrigado e abraços.

  10. Jéfferson Eduardo de Matos

    4 de novembro de 2013 at 14:09

    Dra. (Oh cara chato, não?), quantos gramas de proteína (máximo) o corpo absorve, efetivamente, de alimentos naturais ricos em proteínas. Por exemplo: eu como 25 gramas numa refeição o corpo “usa” 8, 10 ou os 25 gr.. E quanto à proteína hidrolisada dos wheys tem diferença em relação a absorção.
    Obrigado e muitos abraços.

  11. Jéfferson Eduardo de Matos

    4 de novembro de 2013 at 14:13

    Dra. (Oh cara chato, não?), quantos gramas de proteína (máximo) o corpo absorve, efetivamente, de alimentos naturais ricos em proteínas. Por exemplo: eu como 25 gramas numa refeição o corpo “usa” 8, 10 ou os 25 gr.. E quanto à proteína hidrolisada dos wheys tem diferença em relação a absorção.
    Obrigado e muitos abraços.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>